Páginas

sábado, 7 de abril de 2007

5 dicas pra economizar na alimentação em viagens

Quando planejamos uma viagem, normalmente os custos de passagens aéreas e hotéis são conhecidos de antemão. Mas alimentação é um dos vilões, porque está na classe de custos "flutuantes". Não dá pra planejar um cardápio em cada cidade, antes de chegar ao local e saber exatamente quanto se vai gastar e com isso, os riscos de chegar ao fim da viagem com menos dinheiro do que necessário ou com uma conta de cartão de crédito indesejada, são grandes. As vezes o hotel foi reservado por um precinho camarada, mas fazer uma das refeições no quarto, pode dobrar a sua conta.
Para ajudar nesta tarefa, aqui vão algumas dicas que eu tento usar sempre:

Descubra o que faz parte da cozinha local: Em Paris, um dos lugares mais caros pra se comer na Europa, há também uma profusão de opções. Os famosos crepes estão em várias barraquinhas na rua. Croissants e os sanduíches com pão francês são também muito comuns. Na Itália abuse das massas. Vinhos também são baratos. Na Alemanha, cerveja. Em Vancouver no Canadá, não deixe de aproveitar o Salmão. Frutas podem ser caríssimas em vários locais da Europa, mas na América do Sul e Central podem ser encontradas pela fração do preço que são vendidas na Europa e EUA. E ao invés de procurar por comida brasileira, que em outro país pode ser muito cara, procure informações sobre a culinária local. O que tem em abundância nos locais que você vai visitar. Não se esqueça de provar um Gellato se você estiver na Itália.

Supermercado - essa é uma das opções menos usadas por viajantes. E quando eu falo em supermercado, não estou sugerindo que você faça compras no supermercado, mas que tente numa das refeições procurar por opções. Em Paris, eu tinha um supermercado em frente ao Albergue que me hospedei. Para o café da manhã, eu comprava um suco de laranja em garrafa, um muffim e uma fruta e isso me custava menos de 3 euros. Se fosse comprar a mesma coisa em uma bar ou restaurante, pagaria três vezes mais. Um outro dia depois de ter acordado tarde e comido bastante no café da manhã, comprei uma salada e coloquei na mochila. No meio do dia, estava no Campo de Marte olhando pra Torre Eiffel, tirei a salada da bolsa e foi minha refeição. Numa viagem recente a Florida, nosso hotel tinha geladeira e microondas. Como precisávamos trabalhar do hotel em parte do dia, resolvemos ir ao supermercado e procurar opções pro almoço que podiam ser aquecidos no microondas. A noite, íamos sempre a um bom restaurante, sem estourar nosso orçamento.

Pergunte aos locais: Peça dicas de restaurantes a pessoas que vivem no lugar. Mas não pergunte pelos restaurantes que os turistas vão, pergunte pelos lugares que eles gostam de comer. Evite concierges e taxistas, que sempre vão te mandar pra lugares que muitas vezes pagam pra eles darem as dicas. Em Barcelona, descobri um restaurante tentando conversar com um jornaleiro. Normalmente você vai descobrir lugares muito mais em conta que os tradicionais restaurantes para turista e com uma comidinha muito mais saborosa.

Tente fazer a maior refeição do dia pelo menor preço possível - Alguns hotéis oferecem café da manhã já incluído na diária e se você tem essa opção, tire bom proveito disso. Em Hilton Head, South Carolina, nosso hotel oferecia um café da manhã super farto até as 10 da manhã. Depois disso, comíamos um sanduíche leve na rua e então a noite, era a nossa vez de gastar um pouco mais, numa boa refeição. Quando não se tem a opção do café da manhã incluído, procure opcões de buffet de café da manhã ou "brunch" que são opções muito comuns nos EUA e Europa nos fins de semana. Normalmente sai muito mais barato que um almoço ou jantar. Em Las Vegas por exemplo, onde as opções de alimentação são abundantes, alguns buffets tem preço especial pra almoço e permitem a entrada até as 4 da tarde. Nesses casos, um almoço mais tarde pode fazer as vezes de almoço/jantar e pra fechar a noite, um lanchinho leve.

Divida seu orçamento em várias refeições menores/mais baratas, e se permita comer num bom restaurante. Na minha viagem a Europa, eu separei para dois dias em Roma, 15 Euros pra jantar em cada dia. Mas depois de um dia cansativo, andando de volta pro albergue, parei numa pizzaria e comi dois pedaços de pizza com um refrigerante por 6 dolares. Foi um jantar e tanto! Com isso, no dia seguinte, eu tinha 24 Euros pra gastar com o jantar, o que me permitiu comer um bom risotto com uma taça de vinho.

13 comentários:

Dricotinha! disse...

Vou adorar este blog :D

Vera disse...

Ja to adorando esse blog! Vc vai acabar publicando um livro :) Bjs

Sonho Meu disse...

Claudinha,
que ideia genial.
Vou repassar o teu link pro pessoal jovem da minha familia, que adoooram viajar e a graninha é curtinha curtinha.
bjokas,
me

carolina disse...

claudia!!!
eu acompanho seu blog há tempos, e adoreeeeei esse aqui!! acabei de voltar de uma viagem pela europa no maior estilo budget... e já estou preparando a próxima viagem (pelo menos nos planos...)!!
e como alguém disse... vc vai acabar publicando um livro... um tipo lonely planet, ou o q temos aqui na terra tupiniquim... o guia do viajante mochileiro...
beijos!

Edelize disse...

Excelente idéia Claudia! Como dica, que tal abrir um espaço para os visitantes do blog mandar post com dicas ou fotos de lugares que eles visitaram? Talvez isto venha até acontecer naturalmente, já que em termos de interatividade, você é a nossa deusa! Beijocas e parabéns!

camila disse...

Clau!! Adorei a ideia, adorei o blog!! Ja sou freguesa!! Voce bem que podia fazer um selinho pra gente colocar nos blogs da gente, ne??
Beijao!!

Janaina disse...

Oi Clau,
Adorei o blog!
Esta lindo e com otimas dicas que ja vou aproveitar esta semana quando estarei indo para California.
Bjs

Jady disse...

1. Posso adicionar esse ao favoritos do BU tb?]

2. Essa história de comida me lembra um restaurante típico que tem em Jampa, o Mangai. MARAVILHOSO... Mas, tipo assim... Um café da manhã para eu, nilo e Yago sai em torno de 45 ou 50,00... Enquanto que na padaria perto do flat, quatro pessoas tomam o mesmo café, em porções maiores, por 20,00... Mas, apesar de ser caro, sempre que vamos a Jampa é sagrado dar uma passada por lá ;-) Um dia a gente vai junto ;-)

xêro

Ana Lucia disse...

Ótima idéia Claudinha ! Olha eu sou fã de supermercados. Uma dica legal em Paris é se hospedar em studios, custa barato, e você pode fazer sua comida em casa, além de ter tv, internet e afins. Provavelmente eu vá a Paris em maio e dessa vez vou me hospedar em um quarto, sai muito mais barato. Aí eu como ou em padaria, tipo sanduíches (que são maravilhosos) ou preparo algo em casa. Comida em restaurante só em casos mais excepcionais, mas nunca em restaurante pra turista. Beijocas.

blue de izabel disse...

Boa Claudinha! Dário de viagem é sempre bem-vindo. Vou ler sempre.

Anônimo disse...

Boas dicas!!! o problema são os cabeçalhos em amarelo..não enxerguei nada!...excelente!!

Diego Fonseca disse...

Boas dicas, parabéns pelo blog!

Para saber mais dicas de como economizar em viagens visite: Turismo | low cost - viagem barata

Anônimo disse...

Howdy, There's no doubt that your blog could possibly be having internet browser compatibility problems. Whenever I look at your blog in Safari, it looks fine however, if opening in IE, it's got some overlapping issues.
I just wanted to provide you with a quick heads up! Aside
from that, great site!

Have a look at my homepage :: bmr calculator to lose weight
my web site > how to calculate bmr